Avianca Brasil fecha acordos com aeroportos para normalizar voos

SÃO PAULO  -  (Atualizada às 17h54) A Avianca Brasil fechou acordos com vários aeroportos para evitar o cancelamento de seus voos, nesta quinta-feira (11).

A Fraport Brasil, que opera os aeroportos de Porto Alegre e Fortaleza, informou que a companhia fez o repasse antecipado das taxas de embarque relativas aos voos desta sexta-feira (12). Com isso, vai operar normalmente.

A empresa também antecipou o repasse das taxas de embarque para os aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, de Guarulhos (SP) e de Salvador.

Mais cedo, na tarde desta quinta, a Floripa Airport, subsidiária do grupo Zurich Airport e administradora do aeroporto de Florianópolis, informou que fechou acordo com a Avianca Brasil. Com isso, a operação da companhia aérea no aeroporto está normalizada.

Na terça-feira (9), a Floripa Airport havia informado que só iria autorizar voos da Avianca Brasil se a empresa repassasse, com antecedência, as taxas de embarque dos voos que iria realizar a partir de quarta-feira (10).

De acordo com as empresas administradoras de aeroportos, desde que a Avianca Brasil entrou em recuperação judicial, em dezembro de 2018, a aérea deixou de repassar para as taxas relativas aos voos que realiza. Essas dívidas chegam a R$ 100 milhões.

Pela legislação, a Avianca Brasil não poderia deixar de repassar essas taxas às administradoras de aeroportos. Por isso, esse montante não entra na dívida que a empresa negocia no processo de recuperação judicial.

--

Só pagamento à vista

A GRU Airport, administradora do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, informou na noite de ontem que a Avianca só será autorizada a decolar seus voos mediante pagamento à vista das taxas aeroportuárias a partir de hoje. A GRU Airport informou que a aérea, em recuperação judicial, já foi notificada da mudança do critério de cobrança. A Avianca fez os repasse antecipado para operar nesta sexta-feira. Ontem, a companhia fez acordos com a Fraport Brasil, que controla os aeroportos de Porto Alegre e Fortaleza, e com a Floripa Airport, do aeroporto de Florianópolis, para garantir as operações. A empresa de arrendamento Aviation Capital Group confiscou três aeronaves que estavam em uso pela companhia e há outros pedidos de retomada em andamento, segundo fontes do setor.

12/04/2019

Autor: 
Por Cibelle Bouças