Volume de recuperação judicial cai em novembro, diz Serasa

O volume de recuperações judiciais teve queda de 2,8% em novembro em relação a outubro e cedeu 10,2% na comparação com o penúltimo mês de 2016, segundo a Serasa Experian. As micro e pequenas empresas (MPEs) lideraram os pedidos de recuperação judicial no mês passado, com 72, seguidas pelas médias (20) e pelas grandes empresas (14).

De janeiro a novembro, foram requeridos 1.302 pedidos de recuperações judiciais, queda de 24,2% em relação ao registrado no mesmo período em 2016. No período, as micro e pequenas empresas tiveram 777 pedidos, enquanto as médias responderam por 311 e as grandes empresas, por 194.

Quanto ao indicador que mede o requerimento de falências, houve declínio de 35,3% na análise mensal e recuo de 27,3% em novembro no confronto com igual mês do ano passado.

No acumulado deste ano, foram realizados 1.605 pedidos de falências, o que representa queda de 6,6% em relação aos 1.718 requerimentos efetuados no mesmo período do ano passado.

Dos 1.605 requerimentos de falência efetuados de janeiro a novembro de 2017, 845 foram de micro e pequenas empresas, 372 de médias e 388 de grandes.

De acordo com a Serasa, a redução no numero de recuperações judiciais reflete a consolidação da retomada do crescimento econômico aliada à queda do juro e da inflação.

 

04/12/2017

Autor: 
A redação